Pular para o conteúdo principal

Nutri[cientista] - corantes artificiais

Um projeto para estimular, aproximar e experimentar muito conhecimento por aqui! Parece bagunça, mas é criatividade, coordenação, prática, organização, liderança e prazer pela cozinha sendo desvendados em um único momento. São atividades práticas que estimulam e aproximam os pequenos ao mundo da ciência.

Mais um experimento do nutri[cientista] no ar!!! Dessa vez falamos sobre corantes alimentícios artificiais. Uma atividade rápida, divertida e prática para fazer em casa e ver de perto todos esses aditivos que acabam fazendo parte do nosso dia-a-dia... seja na pasta de dente, no comprimido, na cápsula do remédio, nas bebidas e até nos iogurtes, gelatinas, refrigerantes... socorro tudo tem corante!

Pois é! Estamos afundados em um mundo de alimentos carregados dessas substâncias que apresentam possíveis efeitos tóxicos ao organismo em determinadas doses e em determinados períodos de exposição!

Os efeitos ruins vão desde as alergias mais "óbvias", até alguns efeitos mais tardios e secundários como: rinites, coceiras, vermelhidões, insônia e até dores de cabeça. Não vou nem falar da associação com doenças do sistema nervoso central.

E agora, COMO EXPLICAR para as crianças (e adultos também!) que determinados alimentos não são tão naturais assim?! Que essas guloseimas tem bastante cor porque são pintadas para atrair nossos olhares... Que nem tudo que está à venda como alimento é tão seguro assim para comer sem limites! Explica mostrando! Nós aprendemos aquilo que vemos e vivenciamos! Por isso, colocar a mão na massa é essencial para entender a teoria!

E essa é uma experiência maravilhosa para fazer com os pequenos! Aproveita o momento para interagir com os filhos, tocar nos alimentos e até comparar com os alimentos naturais.

Então, vamos precisar de:
1 prato raso branco
1 porção de "confetes" de chocolate coloridos
Água

Para melhor visualização, reúna as "balas" por cor, como na imagem ao lado. Assim, ao diluir a coloração na água, o efeito visual fica mais nítido. Acrescente a água aos poucos, de colher em colher. Espere reagir e, logo, vai perceber a cor se soltando. Aproveite esse momento para interagir com as crianças.
Essa atividade pode ser trabalhada com melhor proveito a partir dos 6 anos de idade, quando a criança já tem entedimento de vocabulário para explicação. Antes dessa idade, também é super possível. Porém, com adaptação da fala para o nível de compreensão. 

E quer saber mais da nossa atividade? Fizemos um vídeo e postamos lá no IGTV - clica aqui nesse link que eu te mostro. Mas não deixa de comentar aqui o que achou dessa experiência toda.

Comentários